close
Comprando o aço inox

Chapa de aço inox: entenda o processo de produção a partir de bobinas

aço inox

A chapa de aço inox é conhecida pela sua excelente resistência à corrosão. O aço inox já é parte integrante da vida moderna e utilizado em uma variedade de aplicações, incluindo indústria pesada, arquitetura, fabricação automotiva, cirurgia e odontologia.

O grande número de usos do aço inoxidável só tende a aumentar, pois as suas características e sua versatilidade tornam esse um material atrativo para os mais diversos segmentos.

Entender como os materiais são produzidos pode ajudar a garantir que você obtenha o metal certo para qualquer trabalho.

Por isso, neste artigo, você vai conhecer o processo de produção da chapa de aço inox, a partir de bobinas. Acompanhe a seguir.

 

 

Chapa de aço inox

Como é feito o aço inoxidável?

O aço inoxidável é uma liga de ferro com a adição de elementos como cromo, níquel, silício, manganês, nitrogênio e carbono. As propriedades da liga final podem ser ajustadas alterando as quantidades desses vários elementos.

Dentre eles, o cromo é essencial para a produção de aço inoxidável. Na verdade, é ele que dá ao aço inoxidável sua resistência à corrosão. Em geral, quanto maior o teor de cromo, maior é a resistência da chapa de aço inox à corrosão.

Em sua produção, as matérias-primas são fundidas em conjunto em um forno. O processo pode levar de 8 a 12 horas de calor intenso até o metal se fundir.

Depois que o aço é derretido, fundido, formado, tratado termicamente, recozido e, em seguida, decapado, ele deve ser cortado em sua forma e tamanho desejados. Essas formas podem ser no formato de tarugos, lajes, barras ou bobinas.

O acabamento da superfície também oferece maior resistência à corrosão e facilita a limpeza do aço inoxidável.

A produção de chapa de aço inox a partir de bobinas

Um dos formatos mais utilizados atualmente é o de bobina de aço inox, projetada para atender aos requisitos de uma variedade de indústrias e aplicações. A bobina é utilizada em todos os setores, desde serviços alimentícios, assistência médica e até construção de automóveis.

Os usos típicos da bobina de aço inoxidável incluem trocadores de calor, elementos de aquecimento, tubos flexíveis, dispositivos de filtragem, produtos de cutelaria, molas e instrumentos cirúrgicos.

Uma das vantagens das bobinas é que elas são leves, o que garante que o transporte seja fácil e seguro, onde quer que ela seja usada.

A bobina para chapa de aço inox pode ser cortada no tamanho desejado. O corte mecânico é o método mais comum. Ele pode ser feito com facas de guilhotina ou circulares, serrada usando lâminas de alta velocidade ou preenchida com punções e matrizes.

Outro método inclui o corte por chama, que usa uma tocha alimentada por oxigênio, propano e pó de ferro. Outra forma é o corte a jato de plasma, que usa uma coluna de gás ionizado em conjunto com um arco elétrico para cortar o metal.

As características das bobinas de aço inoxidáveis

A espessura das chapas pode variar entre 0,40 a 8,00 mm. Geralmente, elas são fabricadas com as ligas de aço inox 304, 304 L, 304 H, 310 – 310S, 314, 316, 316 L, 430, 439, 444 ou 410 D.

Uma das classes mais populares é a 304, devido à sua excelente resistência à corrosão e soldabilidade.

Já a 316 é uma liga que contém molibdênio que aumenta a resistência à corrosão e é particularmente eficaz em ambientes ácidos.

Por sua vez, o tipo 430 é uma liga de aço inoxidável ferrítico e é predominantemente usada nas indústrias domésticas e de alimentação.

Dessa forma, a combinação única de leveza, durabilidade e resistência fazem da chapa de aço inox o metal ideal para diversas aplicações.

E você, já conhecia o processo de produção de chapas de aço inox a partir de bobinas? Ficou com alguma dúvida? Deixe sua mensagem nos comentários e até a próxima!