close

Comprando o aço inox

Comprando o aço inox

Estocar e manusear o aço inox: qual é a melhor forma?

deposits-2752151_1920

O ato de estocar e manusear o aço inox deve ser cercado de cuidados, desde o carregamento do veículo de entrega, ao transporte no local de trabalho, à elevação mecânica, aos sistemas de estocagem, entre outros.

Muitos erros comuns ocorrem durante o armazenamento do aço inox e outros materiais metálicos, provocando enormes prejuízos para construtoras, lojas de ferragens e profissionais da construção civil.

Sendo assim, as empresas de sucesso sempre estão investindo nas melhores práticas para evitar a oxidação de barras, tubos, chapas e bobinas de aço inox, gerenciando melhor os riscos e criando um ambiente de trabalho seguro para evitar o desperdício de materiais ao estocar e manusear o aço inox.

Para ajudá-lo nisso, neste artigo, apresentaremos algumas dicas práticas básicas sobre como armazenar o aço corretamente. Confira a seguir.

Dicas gerais para estocar e manusear o aço inox

Independentemente do tipo, todos os materiais em aço precisam ser manuseados com o uso de luvas e equipamentos de segurança. Além de evitar acidentes envolvendo trabalhadores, com isso também se minimiza o risco de o aço sofrer alguma avaria ou de receber marcas na superfície do material.

Todos os equipamentos também devem ser limpos antes de se estocar e manusear o aço inox. A simples aderência de alguma sujeira na superfície do metal pode representar uma porta de entrada para a corrosão, danificando o material.

Para evitar danos mecânicos, como arranhões e sulcos, evite arrastar as peças de suas estantes ou colocá-las umas sobre as outras. O uso de calços de madeira, feltros e ferramentas em plástico pode facilitar a movimentação das peças com empilhadeiras sem provocar avarias à superfície.

Também é muito importante ao se estocar e manusear o aço inox que esses materiais sejam separados e identificados, incluindo informações sobre espessura, diâmetro, peso e tipo. Dependendo do uso desses materiais, o certificado de qualidade pode ser solicitado por clientes ou mesmo por auditores internos. Dessa forma, esse documento precisa ser armazenado e ter fácil acesso.

Aço inoxidável

Materiais em aço inoxidável devem ser armazenados em ambientes cobertos, sem contato com o solo e livre de umidade e sujeira. O recomendado é que a estocagem seja feita sobre um piso emborrachado.

Eles também devem ficar longe de ácidos e produtos químicos e de limpeza, como graxas, óleos e gorduras, para não prejudicar a superfície do aço inox. Para limpeza industrial, é recomendado o ácido nítrico (HN03) para remover manchas em sua superfície. O ácido deve ser diluído em 10% (uma parte de ácido para nove partes de água).

Apesar de ser um material com razoável resistência à corrosão, ele precisa ser estocado longe de outros metais, principalmente os feitos à base de alumínio, carbono e cobre, pois esses elementos podem provocar a oxidação do material, inviabilizando o seu uso.

Barras e fios de aço

Esses materiais também precisam ser armazenados protegidos do solo, sol, chuva e umidade. Para que não fiquem em contato direto com o chão, é recomendada a utilização de caibros. Também é importante manter esses materiais distantes de instalações elétricas para evitar acidentes, como choques elétricos.

Outra dica é separar e agrupar barras e enrolar os fios de acordo com as suas bitolas. Além de proteger o aço, o espaço de armazenamento é reduzido, organizando o ambiente e permitindo que a área seja mais bem aproveitada para outras funções.

Telas de aço

Assim como as barras, é importante que as telas sejam separadas por tipos e armazenadas sobre pontaletes, sem nenhum contato com o solo. Elas até podem ser guardadas em locais abertos, mas precisam de uma lona ou cobertura de proteção. Geralmente, as telas têm um limite de empilhamento de dois rolos ou uma altura máxima de 50 cm.

Tubos de aço

Diante do tamanho e peso, os tubos de aço requerem atenção especial durante o seu manuseio para evitar acidentes fatais. Esses materiais devem ser armazenados em prateleiras cantilever ou em estantes com braços inclinados. A movimentação dos tubos de aço deve ser realizada com bastante cuidado.

Gostou das dicas? Ficou com alguma dúvida sobre como estocar e manusear o aço inox? Deixe sua mensagem nos comentários ou entre em contato conosco. Até a próxima!

read more
Comprando o aço inoxO Aço Inoxidável

As diferenças entre as ligas de aço inox AISI 304 / 304 L / 304 H

chocolate chip

O aço inoxidável é uma liga metálica cuja microestrutura define qual será sua utilização mais adequada. No mercado de aço inox há, por exemplo a família dos aços austeníticos, de alta resistência a corrosão. Nessa família, existem classificações como as ligas de aço inox AISI 304, 304L e 304H.

Os aços austeníticos oferecem uma maior resistência em relação a trincas e rupturas. Essa resistência ocorre mesmo considerando baixas temperaturas.

Neste artigo, você saberá as diferenças entre as Ligas de aço inox AISI 304, 304L e 304H. Confira a seguir!

ligas de aço inox AISI 304, 304L e 304H

Ligas de aço inox AISI 304, 304L e 304H e suas composições químicas

O aço AISI 304 (também chamado de aço 304 ou aço 18/8) é o tipo de aço inox mais popular no mercado. Sua aplicação abrange diversas áreas da indústria, como utensílios de cozinha, hospitais, indústrias farmacêuticas, químicas, petroquímicas, etc.

A composição química de sua liga metálica de aço inox – conforme a padronização estabelecida pela AISI – é a seguinte:

AISI 304

  • Carbono (C): máximo de 0,08%
  • Cromo (Cr): 18% a 20%
  • Níquel (Ni): 8% a 10,5%
  • Manganês (Mn): máximo de 2%
  • Fósforo (P): máximo de 0,045%
  • Enxofre (S): máximo 0,030%
  • Silício (Si): máximo 0,75%

AISI 304L

  • Carbono (C): máximo de 0,03%
  • Cromo (Cr): 18% a 20%
  • Níquel (Ni): 8% a 12%
  • Manganês (Mn): máximo de 2%
  • Fósforo (P): máximo de 0,045%
  • Enxofre (S): máximo ,030%
  • Silício (Si): máximo 0,75%

AISI 304H

  • Carbono (C): mínimo de 0,04% e máximo de 0,10%
  • Cromo (Cr): 18% a 20%
  • Níquel (Ni): 8% a 10,5%
  • Manganês (Mn): máximo de 2%
  • Fósforo (P): máximo de 0,045%
  • Enxofre (S): máximo de 0,030%
  • Silício (Si): máximo de 0,75%

É importante conhecer a composição química de cada liga de aço inox AISI. Dessa forma, você poderá investir naquele que servirá melhor a seus propósitos e que seja mais aderente às necessidades de seu projeto.

Benefícios e aplicações das ligas de aço inox AISI 304, 304L e 304H

Note que o que distingue os diferentes tipos de aço é a quantidade de carbono em sua composição. Essa diferenciação ocorre pois o carbono e o cromo, quando aquecidos a altíssimas temperaturas (entre 425 e 800ºC), acaba por precipitar a superfície do material. Isso causa a chamada sensitização, ou seja, a perda de resistência à corrosão.

Essa precipitação do cromo em carboneto faz com que materiais com menos carbono tenham destaque no mercado.

Basicamente, essa é a diferença primária entre ligas de aço inox AISI 304 e AISI 304L. O tipo 304L, com seu teor máximo de 0,03% de carbono, possui uma aplicação melhor na fabricação de equipamentos. Por isso, necessita estar constantemente em contato com meios corrosivos e sensitizadores.

Já o tipo 304H, embora semelhante à liga de aço 304, tem a diferença de 0,04% na sua máxima composição de carbono.

Esse tipo de aço é uma solução quando a corrosão não é necessariamente uma ameaça para sua aplicação. Em alguns casos, valores mais altos de carbono podem ser um benefício. Uma fina rede de carbonetos ajuda o aço a conservar suas habilidades mecânicas.

Na família de aços austeníticos (para saber mais sobre eles, confira o ebook gratuito ABC do Aço Inox), há materiais extremamente resistentes. O que determinará a aplicação das ligas de aço inox AISI 304, 304L e 304H será as especifidades de seu projeto.

Produtos domésticos, tubos, calhas e finalidades estruturais? O AISI 304 é uma liga indicada. Necessita de maior resistência à corrosão intergranular? O 304L torna-se uma melhor opção. Precisa manter a propriedade mecânica em alta temperatura e não há perigo de corrosão por precipitação? Então, o 304H pode ser uma boa alternativa.

É preciso pesquisar com atenção e definir com precisão as necessidades de seu projeto antes de escolher a liga de aço inox ideal, mas, a partir dessas dicas, você já pode começar a orientar o planejamento e a execução de seu projeto no caminho certo!

E então, ficaram claras as diferenças entre as ligas de aço inox AISI 304, 304 L e 304 H? Caso tenha dúvidas sobre o aço mais indicado para o seu projeto ou queira saber mais sobre as soluções em aço inox oferecidas pela Losinox, contate-nos utilizando nosso formulário!

read more
Comprando o aço inoxLimpeza

Manuseio e estocagem do Aço Inox: Tudo o que você precisa saber!

estoque

O Aço Inox é um material? bonito, de fácil limpeza e resistente ? corrosão por oxidação – ou seja, ele demora muito mais para enferrujar do que um aço comum. Contudo, como qualquer outra matéria-prima, existem alguns cuidados de manuseio e estocagem do aço inox, que podem (e devem) ser observados para manter tais características e, consequentemente, prolongar sua vida útil.

São sobre esses cuidados que vamos tratar neste texto.

Aço Inox: Como evitar o aparecimento de manchas e preservar sua vida útil através de um manuseio adequado?

Como o Aço Inox atualmente é utilizado em diversas indústrias, que vão desde utensílios domésticos até equipamentos hospitalares, é inevitável que durante o seu manuseio e estocagem ocorra o aparecimento machas e sujeiras em geral.

Contudo, existem algumas situações que os danos ao Aço Inox podem ser mais significativos, por exemplo:

a) Ácidos e produtos químicos: Produtos concentrados para piscinas, ácido de bateria, ácido muriático, removedores de tintas e substâncias mais fortes podem danificar a superfície do Aço Inox. Produtos de limpeza com água sanitária ou alvejantes podem ser usados para limpeza, porém devem ser diluídos em água nas concentrações recomendadas na embalagem do produto ou pelo próprio fornecedor do Aço Inox.

b) Produtos de limpeza: Polidores e saponáceos também podem prejudicar a superfície do Aço Inox e por isso devem ser evitados ao máximo. O ideal é sempre buscar no mercado produtos especialmente desenvolvidos para limpeza deste tipo de matéria-prima.

c) Alimentos e ingredientes: O sal é um material corrosivo e, quando presente em altas concentrações nos alimentos preparados em materiais de Aço Inox, podem danificar a superfície ou provocar o aparecimento de manchas – especialmente em altas temperaturas.

d) Superaquecimento: Apesar do Aço Inox ser um derivado do aço comum, expô-lo ? alta temperatura com frequência pode provocar queimaduras e aparecimento de manchas extremamente difíceis de serem removidas.

e) Aço comum: O contato direto com o aço comum (como é o caso de utensílios domésticos e esponjas de aço) também podem favorecer o aparecimento de manchas no Aço Inox, especialmente se os materiais estiverem molhados ou mesmo úmidos.

Entender que certas situações podem prejudicar as características fundamentais do Aço Inox é importante porque, ao contrário do que muitas pessoas pensam, nem sempre o aparecimento de manchas ou oxidação acelerada é consequência de um material de baixa qualidade.

Como evitar danos mecânicos e contaminações durante o manuseio e estocagem do Aço Inox?

Existem dois tipos de ocorrências que podem prejudicar significativamente a qualidade do Aço Inox: danos mecânicos e contaminações. Isso porque em ambos os casos pode ocorrer um rompimento da Camada Passiva (camada fina de cromo responsável pela resistência a corrosão no Aço Inox) e consequentemente o deterioramento mais rápido do material.

Os danos mecânicos devem ser evitados através de um manuseio mais cuidadoso das bobinas e chapas de Aço Inox, transporte sobre equipamentos com rodinhas e estocagem sobre tábuas de madeira – evitar ao máximo o contato do material com o piso.

Além disso, os plásticos nos quais as peças vêm embaladas devem ser mantidos o máximo possível, uma vez que eles evitam impactos e arranhões entre as chapas ou bobinas durante o transporte.

Já os danos químicos estão mais relacionados ao aparecimento de manchas e, por isso, geralmente são consequências de uma estocagem e/ou exposição inadequada do material.

Para evitar os danos químicos, deve-se sempre usar luvas plásticas de proteção, estocar as peças em locais limpos, secos e longe de poeiras ou materiais oleosos.

O que fazer em caso de aparecimento de manchas no Aço Inox?

No caso de aparecimento de manchas consequentes de gorduras ou óleos em geral, o processo recomendado é:

  • Remover os depósitos mais grossos com um pano úmido ou toalha de papel;
  • Mergulhar a peça numa solução de água morna com detergente ou amônia;
  • Terminar de lavar a peça com água e sabão.

Durante o manuseio também pode ocorrer o aparecimento de manchas de dedos, que geralmente aparecem em casos onde os operadores não utilizaram uma luva adequada para transporte.

Para remover as manchas de dedos, deve-se utilizar um pano macio ou toalha de papel umedecida com álcool isopropílico ou solvente orgânico, ambos facilmente encontrados em supermercados comuns.

Uma dica importante é? aplicar um polidor doméstico a base de cera sobre a superfície do Aço Inox logo após a remoção da manchas. Além de ajudar na limpeza, esse produto previne o aparecimento de novas manchas no futuro.

Cuidados com a estocagem

Como mencionamos no início do texto, nem sempre o aparecimento de manchas ou perda da resistência ? oxidação é sinônimo de material com baixa qualidade.

Aliás, na maioria das vezes o que acontece é o oposto. Ao receber o Aço Inox é comum o comprador estocá-lo por longos períodos sem muitas preocupações e, com o passar do tempo, é natural que os problemas comecem a surgir com a matéria-prima.

Por isso, ao estocar o Aço Inox, lembre-se:

  • Deixá-lo exposto ao sol ou em lugares onde possa haver contaminação por partículas dispersas no ar, como poeiras e tintas.
  • Evite o contato do Aço Inox com o aço comum e nunca utilize o mesmo equipamento para o manuseio de ambas as matérias-primas;
  • Nunca ande sobre o Aço Inox ou use canetas para marcação;
  • Evite o contato do material com substâncias externas como graxa, óleos e gorduras.

Outro cuidado importante, mas extremamente ignorado pelo comprador de Aço Inox é sua exposição ? umidade. Apesar das “manchas de água” causadas pela exposição ? chuva e/ou goteiras não prejudicar a resistência do Aço Inox, elas podem conferir um aspecto desagradável para as peças.

A estocagem e manuseio do Aço Inox são aspectos que precisam ser levados em consideração na hora de comprar o material, mas certamente não são os únicos.

Faça o download do eBook ABC do Aço Inox e descubra tudo o que você precisa saber sobre qual o tipo de Aço Inox mais recomendado para a sua necessidade, onde encontrar o melhor fornecedor e como acompanhar suas variações de preço – o? material é gratuito e exclusivo.

Manuseio e estocagem do Aço Inox

read more
Comprando o aço inox

5 Perguntas para fazer ao seu fornecedor de Aço Inox

fornecedo

Apesar da popularidade do Aço Inox e de todas as suas aplicações possíveis – de equipamentos hospitalares ? s panelas da cozinha – não é raro encontrar compradores “de primeira viagem” com dúvidas sobre qual o tipo de aço que deve ser comprado (austenítico, ferrítico ou martensítico), quando é a melhor época para encontrar e, principalmente, como escolher o fornecedor de Aço Inox ideal.

Se você se encontra nesta situação, não se preocupe. A Losinox, uma das pioneiras no comércio de Aço Inox no Brasil, separou quais são as cinco? perguntas que qualquer comprador deve fazer ao seu fornecedor de Aço Inox.

Além de comprar o material adequado e evitar prejuízos, fazer as perguntas a seguir também pode ser uma excelente forma de conhecer o fornecedor de Aço Inox e avaliar se vale a pena trabalhar com ele ou não.

As 5? Perguntas que todo comprador deveria fazer ao seu fornecedor de Aço Inox

Antes de começar, vale ressaltar que todas as perguntas foram baseadas nos mais de 50 anos de experiência? como fornecedor de Aço Inox ao mercado brasileiro. Em caso de dúvidas, não hesite em entrar em contato com nossa equipe de consultores.

1. Qual o Aço Inox ideal para o meu caso?

As categorias de Aço Inox disponíveis no mercado variam de acordo com a composição química do material. Basicamente, existem três categorias principais:

  • Ferríticos: Por ser constituídos? em sua maior parte por ferro e não possuir níquel em sua composição (o que também reduz bastante o seu custo), este tipo de Aço Inox é o mais utilizado em utensílios domésticos, ferramentas simples e equipamentos rurais. Exemplos: AISI 409, AISI 430, AISI 439.
  • Austeníticos: São compostos por ferro, níquel e cromo. Possuem uma alta resistência ? ? corrosão, não possuem magnetismo muito alto e são ótimos para operações onde há? necessidade de soldagem. Exemplos: AISI 201, AISI 301, AISI 302, AISI 310, AISI 316.
  • Martensíticos: Não possuem? uma alta quantidade de cromo e por isso é a categoria com a menor resistência ? corrosão. No entanto, possuem? uma alta dureza e por isso é largamente utilizada na indústria química, alimentícia e petroquímicas. Exemplos: AISI 410, AISI 420.

Todas essas categorias (e algumas outras) são amplamente exploradas no nosso eBook ABC do Aço Inox. Clique aqui para baixá-lo gratuitamente.

2. Qual o melhor momento para comprar o Aço Inox?

Por ser um material fabricado a partir de diversas outras matérias-primas, como ferro, níquel e cromo, os preços do Aço Inox podem variar bastante de acordo com a demanda, época do ano e políticas de exportação e importação.

Em nosso eBook O Manual do Comprador do Aço Inox, nós abordamos o assunto com mais profundidade mas, na dúvida, o ideal é sempre entrar em contato com? o seu fornecedor de Aço Inox de confiança para consultar a cotação do dia.

3. Como minha equipe deve receber o Aço Inox?

O Aço Inox é um material muito mais delicado que o aço comum, e por isso todo o cuidado é pouco para preservar suas características fundamentais (como resistência a corrosão) e prolongar a sua vida útil.

Algumas dicas para receber o Aço Inox:

  • Nunca arraste ou empilhe o material sem uma devida proteção, que pode ser um papel mais grosso ou plástico;

  • Use blocos de madeiras ou pallets para “calçar” o material durante todo o transporte;

  • Para evitar manchas ou marca de dedos, utilize sempre luvas limpas para manusear o material.

4. Qual a melhor forma de armazenar o material?

Da mesma forma que receber o Aço Inox de forma adequada pode preservar suas características e prolongar sua vida útil, armazenar o material em locais limpos, secos,? arejados e longe de impurezas (poeira, óleo, graxa etc) pode fazer a diferença no custo-benefício do produto. Afinal, quanto mais tempo o material preservar suas qualidades, melhor o investimento será aproveitado.

5. Como limpar o Aço Inox?

Quando o Aço Inox precisar ser armazenado por longos períodos, é recomendado fazer a limpeza do material pelo menos uma vez por mês a fim de evitar contaminação e/ou aparição de manchas.

A limpeza do aço inox deve ser feita com sabão, detergentes suaves e/ou neutros e soluções de amônia (removedores) em água morna. Aplique as soluções com um pano macio ou esponja de náilon que não danifique o material, enxágue e seque novamente com pano macio.

No caso de aparecimento de manchas, recomendamos este texto ? sobre como remover manchas do Aço Inox, onde explicamos de forma detalhada quais são os produtos e procedimentos que devem ser utilizados.

eBook: ABC do Aço Inox

Se as informações deste texto foram úteis para você, não deixe de clicar aqui e fazer o download gratuito do eBook ABC do Aço Inox, que é um material completo com as informações mais relevantes e atualizadas deste material utilizado por muitos, mas compreendido por poucos.

E, é claro, se ficou alguma dúvida não deixe de entrar em contato com a equipe de especialistas da Losinox.

Será um prazer atendê-lo!

read more
Comprando o aço inox

Entenda a variação do preço do aço inox !

preço

As variações de preço do aço inox são motivados por alguns fatores importantes e de difícil previsão a curto prazo.

Para entender essa variação é ? fundamental estar atento a alguns fatores.

O aço inox é composto por uma? série de substâncias químicas que, como qualquer outra matéria-prima? do mundo, estão sujeitas ? s variações do mercado de acordo com a? demanda, oferta e custo de produção.

O gráfico a seguir, por exemplo, mostra a variação do preço do níquel? – um dos principais componentes do aço inoxidável – nos primeiros seis? meses de 2016.

preco-do-aco-inox

 

Se analisarmos o gráfico “friamente”, há uma tendencia de alta dos preços do aço inox, porém, apesar da variação dos preços das matérias primas que compõem o? aço inox serem uma boa referência para saber o melhor momento de? realizar a compra, existem uma série de outros fatores que devem ser? levados em consideração como a variação do dólar e fatores? mercadológicos de oferta e demanda.

Abaixo dados de volume de produção, importação e demanda até 2015, que aliados ao preço do níquel servem como orientação de tendência de variação do preço do aço inox

preço do aço inox

fonte: Abinox

Importação

preço do aço inox

Fonte: Abinox

Consumo Brasileiro

preço do aço inox

Fonte: Abinox

Esta relação de produção e consumo traz ? volatilidade para o preço do aço inox, que mesmo com aumento e redução do níquel, haja divergências de preços.

orçamento aço inox

Outro fator que também devemos levar em consideração é a cotação de dólar, que como vimos no gráfico acima, tem bastante influencia no mercado de aço inoxidável, devido a quantidade de material importado.

Como essa compra é feita em moeda estrangeira os preços praticados pela distribuição podem variar conforme essa cotação.

Para entender melhor este mercado, a Losinox com sua experiencia de ? 50 anos comercializando aço inoxidável, preparou um manual que o? comprador de aço inoxidável possa? esclarecer suas dúvidas, de forma simples e prática, para você saber tudo o que deve? ser levado em consideração pelo comprador para fazer melhor decisão? possível.

Baixe o Manual clicando na imagem abaixo

preço do aço inox

read more
Comprando o aço inoxO Aço Inoxidável

3 dicas para aproveitar melhor seu orçamento de aço inox 304

aço

O aço inoxidável mais conhecido, provavelmente chamado por tipo 304, ? s vezes ? T304 ou simplesmente aço inox 304.

A Liga AISI 304 possui composição química de Carbono (0,08% máx.), Silício (0,75% máx.), Magnésio (2,00% máx.), Cromo (19,00% máx), Níquel (9,00%), Fósforo (0,045% máx.), Enxofre (0,030% máx.) e outros (N-O,10% máx.)

O aço inox 304? é amplamente utilizado fabricação de peças que devem resistir a? um grande número de agentes corrosivos,? tais como ácido nítrico, soluções alcalinas,? água do mar, etc.

Normalmente utilizado na? fabricação de tanque da indústria química? e têxtil, na fabricação de eixos, parafusos,? rebites, etc.

Separamos algumas dicas para que você aproveitar? melhor o seu orçamento do aço inox 304

1 – Ao receber o pedido de compras do setor de engenharia? conferir qual o produto que vai precisar orçar

O Aço inox 304, normalmente é vendido em chapa, tubo, bobina, cantoneira, perfis, barra chata, anel, disco e peças cortadas sob medida.

No orçamento essa informações pode estar? divididos em siglas:

  • CH – Chapa
  • BO- Bobina
  • TB – Tubo
  • BA- Barra Chata
  • PL – Perfil
  • DI – Disco
  • AN – Anel
  • SM – Sob medida

Um dica muito importante, que pode gerar economia em seu orçamento é verificar se o distribuidor pode beneficiar o produto conforme necessidade de sua produção, pois hoje alguns distribuidores possuem maquinário de corte e dobra que podem otimizar tempo e horas trabalhadas em sua empresa

2-? Certificar se o AISI 304 é o melhor tipo de aço para a sua aplicação

O Aço inoxidável pode ser vendido de várias formas, ? quando for citado a classificação? do aço inoxidável, o chamado AISI que vem seguido de um número, ? como o Aisi 304, 304L, 430, 316, etc, estão referindo-se ao tipo de aço inoxidável conforme o sistema americano para a classificação dos aços (American Iron and Steel Institute- AISI).

Esta classificação se refere as propriedades e a composição química da liga.

Você pode baixar a tabela com as propriedades de todas as ligas aqui

Os melhores distribuidores tem uma equipe técnica de engenheiros que podem indicar o melhor tipo de aço inoxidável para cada aplicação e indicar tipos novos de materiais que podem ser mais eficientes em sua aplicação

assistencia tecnica

 

3- Muita atenção no acabamento e espessura

Devido ao grande uso dos aços inox como matéria-prima nos mais variados setores da indústria, diversos tipos de acabamentos são plenamente utilizados com sucesso.

 

Freqüentemente diferentes aplicações exigem características superficiais também diferentes para que a peça ou produto fabricado tenha o melhor desempenho em serviço.

Citamos alguns exemplos abaixo para verificar como é importante a correta definição do acabamento.

 

 

Vamos, por exemplo, imaginar um mesmo aço inox tipo 304, espessura 1,20 mm para duas aplicações distintas:

 

 

– piso para estabelecimentos comerciais e leitos hospitalares.

O aço é o mesmo, a espessura é a mesma, a composição química é a mesma, as propriedades mecânicas são as mesmas. Porém se o material empregado nos leitos hospitalares tiver um acabamento rugoso, sua limpeza será mais difícil e conseqüentemente a remoção de bactérias não será tão eficiente.

 

Em contrapartida, se o piso tiver um acabamento superficial bastante liso, com rugosidade bem baixa, será desastroso.

 

Aços produzidos por laminação a quente (LQ – Laminado a Quente ou BQ – Bobina a Quente) compreendem as faixas de espessura mais grossas e têm uma rugosidade superficial maior do que aços laminados a frio (LF ou BF).

 

Ou seja: um inox 304 BQ, espessura = 3,00 mm terá rugosidade maior do que um inox 304 BF, espessura = 3,00 mm.

 

Se dois aços inox iguais forem laminados pelo mesmo processo, mas para espessuras diferentes, o mais fino terá rugosidade menor. Isso equivale dizer que um inox tipo 304 BF, espessura = 2,00 mm terá rugosidade maior que um inox 304 BF, espessura = 0,60 mm.

 

 

Para auxiliá-lo na compra do aço inox 304 ou outros materiais, ? a Losinox com mais de 50 anos de experiencia no mercado de aço inoxidável, preparou para você um manual chamado “Manual do Comprador de Aço Inoxidável”.

 

O Manual do Comprador de Aço Inoxidável foi? elaborado para esclarecer, de forma simples e prática, tudo o que deve? ser levado em consideração pelo comprador para fazer a melhor? decisão? possível.

 

 

Baixe agora e entenda tudo sobre o mercado de compras de aço inoxidável

 

manual do comprador do aço inox 304

 

 

 

read more