close

Sem categoria

Sem categoria

Sustentabilidade do aço inox: saiba mais!

sustentabilidade do aço inox

A sustentabilidade não é mais apenas um conceito abstrato ou um ideal distante. Ela, cada vez mais, mostra-se presente na mente, nas decisões de compra e no comportamento das pessoas. E isso impulsiona consumidores e empresas a reverem seus hábitos. É nesse contexto que a sustentabilidade do aço inox mostra-se cada vez mais relevante.

De fato, conforme pesquisa realizada pelo Instituto Akatu, um percentual crescente de pessoas tem valorizado mais as práticas sustentáveis, incorporando pequenas ações sustentáveis em suas rotinas e sendo mais exigentes com as empresas em relação ao seu compromisso com questões socioambientais. Outro estudo demonstrou que o brasileiro ocupa o terceiro lugar no ranking de povos com maior consciência e preocupação com a sustentabilidade.

E você, está procurando formas de incorporar práticas mais sustentáveis em sua rotina? Então, não deixe de conhecer mais sobre a sustentabilidade do aço inox. Acompanhe a seguir.

Por que o aço inox é mais sustentável?

O aço inox é considerado o metal mais sustentável entre os disponíveis comercialmente no mercado. Ele está alinhado ao conceito de desenvolvimento sustentável, que é aquele que supre as necessidades do presente sem comprometer a habilidade das gerações futuras em suprir as suas próprias necessidades.

Trata-se de um insumo ecologicamente correto em relação a outros tipos de materiais, apresentando um teor reciclado médio de 60% e sendo 100% reciclável.

A sustentabilidade do aço se apresenta, ainda, pela sua possibilidade de reutilização, visto que seus resíduos, por isso, não serão desviados para aterros sanitários. Ainda, trata-se de uma matéria-prima quimicamente segura, que não polui rios e mares.

Sustentabilidade do aço inox: por que escolhê-la?

Além de todos os benefícios que vimos, podemos ainda destacar:

1. A durabilidade do aço inox

A elevada durabilidade de produtos feitos desse material  faz com que menos rejeitos sejam descartados no meio ambiente ou precisem ser submetidos ao processo de reciclagem.

2. A segurança química do metal

Se outros metais forem descartados em um pequeno rio, provavelmente a fauna e a flora local serão comprometidas, além de tornar suas águas impróprias para consumo. Se o mesmo ocorrer com o aço inox, não haverá tais impactos, pois ele é quimicamente seguro. Por isso, há, por exemplo, criadouros de peixes feitos desse material. Ou mesmo próteses internas utilizadas no organismo humano feitas em aço inox.

Ainda, sua segurança química é maior, pois os materiais de aço inox não utilizam tintas ou compostos químicos poluentes (como o verniz de uma madeira, por exemplo).

3. O potencial de reciclagem do aço inox

Como vimos, esse metal é 100% reciclável, podendo passar por incontáveis processos de reciclagem sem perder sua qualidade e suas propriedades. Além disso, ao contrário de outros materiais, sua reciclagem tende a ser simplificada.

4. A sustentabilidade do aço inox em seu processo produtivo

Busca-se melhorar continuamente o processo produtivo do aço inoxidável. Da década de 1960 para cá, as emissões de CO2 caíram para metade e a de partículas foi diminuída em mais de 90%.

Ainda, essas partículas são quase completamente recicladas e os gases residuais são reutilizados para a produção de energia. Outro fator importante é que boa parte da produção do material é feita em siderúrgicas que são alimentadas com sucata reciclada e não geram emissões de CO2.

Assim, seja na construção civil, na decoração, em utensílios domésticos ou industriais, a sustentabilidade do aço inox se faz presente. Preferir os produtos feitos a partir desse metal é uma escolha que, além de garantir itens de beleza e qualidade, ainda auxilia o meio ambiente.

E então, o que você achou sobre a sustentabilidade do aço inox? Você pensa em optar por ele em suas próximas decisões de compra? Deixe sua mensagem nos comentários.

read more
Sem categoria

Entenda a diferença da chapa de inox 304 para a chapa de inox 430

chapa de inox

O aço inoxidável está presente no nosso dia a dia devido à sua praticidade e versatilidade, além da sua solução estética. O rol de qualidades do material acaba por oferecer um excelente desempenho, conquistando um novo segmento de mercado. Com baixo custo de manutenção e sendo 100% reciclável, a chapa de inox 304 e a 430 são bastante utilizados para a fabricação de mesas, estantes, prateleiras e fogões. Também para objetos como pias, porta-facas e porta-comandas, a chapa de inox 304 é recomendada por especialistas.

Neste artigo, compreenda melhor as características e as diferenças entre a chapa de inox 304 e a chapa de inox 430. Acompanhe a seguir.

Manual do comprador

O aço inox

O aço inox tem como composição a seguinte fórmula: liga de Ferro + Carbono + Cromo Mínimo de 10,5%. Ou seja, ele é, basicamente, uma liga ferro-cromo, com teor mínimo de 10,5% de Cromo.

Os aços inoxidáveis são, basicamente, ligas de ferro-cromo. Outros metais atuam como elementos de liga, mas o cromo é o mais importante. Sua presença é indispensável para conferir a resistência à corrosão.

Graças à formação de um óxido protetor que impede o contato do metal base com a atmosfera agressiva, hoje, podemos observar inúmeras aplicações do aço inoxidável como, por exemplo, em eletrodomésticos, cozinhas, automóveis, ônibus, vagões ferroviários, em fachadas, elevadores, escadas rolantes, equipamentos hospitalares, bens de capital e na indústria em geral.

Diferença entre a chapa de inox 304 e a chapa de inox 430

Para entendermos a diferença entre a chapa de inox 304 e a 430, é importante saber que eles pertencem a famílias diferentes de aço. O aço inox AISI 304 pertence à dos Austeníticos, enquanto o Aço Inox AISI 430 pertence à família dos Ferríticos.

Isso significa que o 304 é composto basicamente por ferro, cromo (pelo menos 18%) e níquel (8%), o que garante a alta resistência à oxidação e corrosão, a boa conformabilidade e boa soldabilidade. Ainda, esse aço não é magnético.

Já o 430 não possui níquel em sua composição, o que reduz seu custo e o torna magnético. É mais difícil de soldar e, embora apresente propriedades inferiores às do 304, também pode ser utilizado na fabricação de equipamentos para cozinhas profissionais. Conheça as principais características de cada família:

Aço inoxidável 304: Austenítico (Tp 304,304L, 316,316L, etc.)

O aço inoxidável 304 é da família dos austeníticos e formado, principalmente, de ligas de Ferro + Cromo + Níquel, que se caracterizam por: elevada resistência à corrosão; soldáveis por diversos processos; alta ductilidade; são adequados para trabalho a altas e baixas temperaturas (aplicações criogênicas); são endurecíveis por encruamento (formação de martensita induzida por deformação); não magnéticos, mas podem apresentar leve magnetismo após conformações (corte, dobra, estampagem, re-laminação a frio); com adição de outros elementos químicos em sua composição química, melhoram suas propriedades (resistência à corrosão, resistência mecânica à medidas temperaturas, etc.).

Sua aplicação pode ser encontrada em: utensílios domésticos; fins estruturais; equipamentos para indústria química e naval; indústria farmacêutica; indústria têxtil; indústria de papel e celulose; refinaria de petróleo; permutadores de calor;válvulas e peças de tubulações; indústria frigorífica; instalações criogênicas; depósitos de cerveja; tanques de fermentação de cerveja; equipamentos para refino de produtos de milho; equipamentos para leiteria; cúpula para casa de reator de usina nuclear; tubos de vapor; condutores de águas pluviais e calhas.

Aço inoxidável 430: Ferrítico (Tp 409,410S, 430, etc.)

O aço inoxidável 430 é da família Ferrítico, formada principalmente de ligas de Ferro + Cromo, que se caracterizam por: elevada resistência à corrosão; soldáveis, mas necessários cuidados e análises mais profundas; podem ser dobrados, cortados, furados, etc.; algumas das ligas são adequadas para temperaturas moderadamente elevadas; endurecem muito pouco por encruamento; são magnéticos; e têm elevada resistência à corrosão sob tensão.

Sua aplicação é utilizada para adornos de automóveis; calhas; máquinas de lavar roupa; revestimento da câmara de combustão para motores diesel; equipamentos para fabricação de ácido nítrico; fixadores; aquecedores; portas para cofres; moedas; pias e cubas; baixelas; utensílios domésticos; revestimentos de elevadores.

Ambos os tipos têm diversas aplicações práticas, industriais, médicas e domésticas

O aço inoxidável 430 é ideal para a produção de acabamentos automotivos e para o interior de secadores e máquinas de lavar louça. Já o 304 é utilizado pelos fabricantes na produção de pias de cozinha, bancadas, equipamentos de processamento de alimentos e outros maquinários para ambientes corrosivos.

O tipo 430 é um dos mais populares tipos de aço inox. Agora, tanto o 430 quanto o 304, apesar de apresentarem diferentes tipos de misturas, ambos os tipos têm diversas aplicações práticas, industriais, médicas e domésticas.

E então, tiramos sua dúvida sobre a diferença entre a chapa de inox 304 e a chapa de inox 430? Se você tiver algum questionamento, deixe sua mensagem nos comentários ou entre em contato com a Losinox. Até a próxima!

read more